Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

3 razões para conhecer a Chapada dos Veadeiros

A Chapada dos Veadeiros, localizada em Goiás, é o destino ideal para os amantes da natureza ou para aqueles que querem desfrutar o seu lado esotérico, pois possui uma diversidade de belíssimos recursos naturais. Veja aqui 3 entre as mais convincentes razões para conhecê-la.

1# AS CACHOEIRAS E AS TRILHAS

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, que possui importante papel de preservação do Rio Tocantins, é muito conhecido na região e possui centenas de nascentes e curso d’água.

As trilhas e cachoeiras são sua principal atração, em especial a Trilha dos Saltos, que leva ao Garimpo de Cristal, ao Mirante do Salto e às Corredeiras do Rio Preto. 

O Parque também oferece outras trilhas, como a Trilha da Seriema, de nível leve; a Trilha dos Cânions, de nível moderado-avançado, que leva à Cachoeira da Carioca, Cânion II, Rio Preto e Cânions de Pedra; e a Travessia das Sete Quedas, de nível muito pesado, que exige dois dias de caminhada, razão pela qual é necessário pernoitar no parque.

2# A FAUNA E A FLORA

A região possui uma fauna e flora muito rica, em especial no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

No local existem mais de 1.476 espécies de plantas e habitam cerca de 50 espécies classificadas como raras, endêmicas ou sob risco de extinção, como o cervo-do-pantanal, o veado-campeiro, a onça-pintada, o lobo guará, a ema, o urubu-rei e o gavião.

3# A SUA FAMA ESOTÉRICA

A fama esotérica da Chapada dos Veadeiros, em especial do Alto Paraíso, vem do fato de que o local é cortado pelo  paralelo 14 (linha imaginária que também atravessa Machu Picchu, no Peru), além de estar situada sobre uma gigantesca placa de quartzo, que, segundo os místicos, protegem a cidade de desastres naturais e proporcionam boas vibrações. Por isso, muitos visitam o local para relaxar o corpo, a mente e o espírito, ou mesmo para avistar extraterrestres!

Ainda sem comentários.

O que você pensa?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *